sexta-feira, abril 29, 2011

Creme de batata com alho poró

Minha amiga Fabiana diz que comida quente dá alento, era exatamente disso que eu estava precisando! Nos últimos dias tive umas crises de choro, bem típicas de grávidas, sem mais nem menos eu me debulhava em lágrimas e sem mais nem menos eu parava de chorar!



Aproveitei o tempo chuvoso, o meu estado de espírito sensível e fui em busca de algo quentinho e confortante!

Receita:
  • 2 batatas medias (aproximadamente 350g)
  • 750 ml de água
  • 10 cm de alho poró
  • 1 cebola pequena
  • 1 calabresa defumada (tirei a pele e fatiei bem fininho)
  • sal pimenta do reino moída
  • queijo parmesão ralado


Coloque as batatas (descascadas e cortadas) + alho poro + cebola + água em uma panela e leve ao fogo até que as batatas estejam macias! Bata tudo no liquidificador, caso você tenha um liquidificador com copo de vidro (meu sonho de consumo) pode bater mesmo quente, caso contrario é bom esperar esfriar (é claro que eu não esperei, mas preciso ensinar do modo certo, né?)

Volte o caldo para a panela, acrescente a calabresa defumada, até virar um creme! Acerte no sal e na pimenta, polvilhe o queijo parmesão na hora de servir!

O queijo parmesão deu um toque todo especial! Já para as amigas vegetarianas, tirem a calabresa e usem um queijo parmesão de qualidade, ralado na hora!

Confort food total!

quarta-feira, abril 27, 2011

Arrumando a casa (ou a cozinha, se preferir)

Tenho o psicodegenerativa desde que entrei na faculdade de Terapia Ocupacional (por isso o nome), de lá para cá já se vão 10 anos! Em dezembro de 2009 eu já dava indícios da mudança de temática do blog quando escrevo: "Gosto de cozinhar meio no instinto, sem seguir a receita, vou colocando um pouco do que tem em casa e quase sempre fica bom (claro que as vezes peso a mão no sal, é que não gosto muito de experimentar, hihihi), só tem um detalhe, dificilmente sei fazer aquela receita de novo, porque não tem receia! Adoro ver a cara de prazer do meu marido com os pratos que eu faço e é muito bom cozinhar para as pessoas que você gosta!

Em março de 2010 eu decido falar de comidas, bem sem compromisso!  Mas de um tempo para cá  estava incomodada com a descompasso entre o nome e a temática do blog. Pensei em mudar diversas vezes, mas me vi paralisada pelo medo da mudança (não é fácil mudar), depois me deparava com a dificuldade de encontrar um nome adequado, ou com as minhas limitações na web (sou ignorante de pai e mãe em tudo que diz respeito a layouts e programações). Até cheguei a começar um projeto de cozinha nova com um amigo, mas por diversos motivos ele parou!

(foto da web)

Então o que me fez mudar de vez e colocar ordem na cozinha? Um telefonema do amigo Lubisco dizendo que estava refazendo o layout do seu blog e ao (re)adicionar o Psicodegenerativa se perguntou: "como um blog de comida se chama Psicodegenerativa?"! Não contente com atiçar todas as minhas angústias e incômodos ele ainda ofereceu os préstimos da amiga Paula Berbert para dar um novo rumo ao blog! Não tive como recusar, não quis recusar!

Por isso qui estamos no "Cozinha de Improviso", com endereço novo e layout provisório, mas muito mais condizente com a atual proposta do blog, falar de comida e afins, podendo dividir um pouco do que aprendo na minha cozinha, na faculdade de Gastronomia e na vida!

Sejam bem vindos!

sexta-feira, abril 22, 2011

Em Obra

Até terça-feira o blog estará em reforma, mas logo volto com algo mais adequado para a temática de comida/cozinha!

Trufas de Chocolate Nestlé

Essa receita saiu da Revista Nestlé de março, super prática e gostosa de fazer, é um excelente substituto para os caros ovos de páscoa, sem falar que vira um presentinho personalizado! Ainda dá tempo de fazer!

Hummm!

Antes de começar o preparo, vou falar que essa trufa é bem amarguinha, para o meu paladar, que adora chocolate meio amargo, é ótimo! Mas como sei que nem todo mundo é fã de chocolate meio amargo, eu recomendo usar 1 tablete de meio amargo + 1 tablete de chocolate ao leite ou ainda 2 tabletes de chocolate ao leite (para os loucos por doces)!

Receita:
  • 1 lata de creme de leite com soro
  • 2 tabletes de chocolate meio amargo (340g, 170 cada tablete)
  • 1 xícara de chocolate em pó
  • 2 colheres de sopa de manteiga (a receita pede 1/2 xícara, achei muito)
  • 2 colheres de sopa de conhaque ou uísque (usei vinho do porto que era o que tinha em casa, mas pode ser um licor de laranja ou menta!)
  • 1 xícara de chocolate em pó para envolver as trufas
Em um refratário, aqueça o creme de leite e adicione o chocolate picado, em banho maria. Misture bem até derreter completamente e virar um creme homogêneo. Retire do fogo e incorpore 1 xícara de chocolate em pó! Acrescente a manteiga e o conhaque, misture até ficar homogêneo. Cubra com filme plástico e deixe na geladeira por 12 hs (na receita original pede 24 hs).

Modele as bolinhas com o auxílio de 2 colheres, boleie e passe no chocolate em pó!

Eu fiz bolinhas do tamanho de brigadeiro, fica mais delicado! 

Dicas:
Como Salvador é quente e úmida, eu usei 400g de chocolate, isso porque o dia não estava muito quente! Caso esteja muito quente, sugiro não usar o soro do creme de leite para dar firmeza! Ah, também não exagere no conhaque, pois pode alterar a consistência da trufa!

Na hora de enrolar, o ideal é evitar o máximo de contato com as mãos (para ela não ficar molenga)! Separei as porções com as duas colheres, joguei no chocolate em pó, dei forma rapidamente nas mãos e passei novamente no chocolate em pó!

Olha a minha caixinha pronta para ser entregue!

Rende aproximadamente 80 unidades do tamanho de brigadeiro (teve uma hora que parei de contar)!

domingo, abril 17, 2011

Sobremesa para a Páscoa - Improvisando com chocolate

Ontem convidei uma amiga para almoçar aqui em casa, aproveitei para refazer a tarefa da aula prática dessa semana (Frango chapeado com molho de vinho do porto e champingnon, purê de batata e tomate cereja com alecrim)! Mas e a sobremesa? O tempo estava corrido, ela estava chegando e eu não tinha nadinha de sobremesa para encerrar bem nosso almoço!


De improviso saiu essa sobremesa (sem nome), prática, rápida e gostosa, tudo que se precisa para um domingo de Páscoa!

Receita(?):
  • 160 g (uma barra) de chocolate meio amargo
  • 1 lata de creme de leite com soro
  • 1 cálice de vinho do porto (opcional) - também pode ser licor de laranja ou menta!
  • 1/2 pacote de bolacha maizena quebrado na mão grande (pode ser bolacha maria, ou outro tipo que tenha em casa)
  • 12 a 15 cerejas em calda picadinhas (sem a calda)

O processo foi moleza! Derreti o chocolate no microondas (em potência média para não queimar) por 1 minutos, acrescentei o chocolate + o vinho do porto + as cerejas picadas + os biscoitos quebrados! Acondicionei nos potinhos e decorei com raspas de chocolate e biscoito maizena! Levei a geladeira por 30 minutos e servi geladinho, logo após o almoço!

Um amigo disse que essa sobremesa não vale, pois só usei ingredientes infalíveis, misturar chocolate com cerejas e biscoito é trapaça! Já a minha amiga Fabiana me desafiou a "improvisar" com o que tem na sua geladeira, algo tipo mostarda, água, vodka... hehe!

Rendeu 4 potinhos de suflê individual (um tamanho bom para quem gota de doces), mas pode dobrar a receita para o almoço de Páscoa!

quinta-feira, abril 14, 2011

O pão de batata da mãe de Zeca

Não faz muito tempo que Zeca (generosamente) me cedeu a receita do pão de batata da sua mãe, de lá para cá venho esperando uma oportunidade para fazer a receita! Hoje me pergunto porque demorei tanto tempo para fazer essa gostosura, é o melhor pão que já fiz, o mais fofinho de todos!


Espero que a mãe dele não fique chateada, mas é claro que eu mexi de leve na receita, é mais forte do que eu, não consigo me controlar...

Receita:
  • 4 ovos

  • 1 xícara de leite em pó

  • 1 xícara de água
  • 1/2 xícara de açúcar

  • 1/2 xícara de oleo
  • 1 colher de chá de sal
  • 100 gramas de queijo parmesão ralado
  • 20 gramas de fermento
  • 3 batatas 
  • 1 kg de farinha de trigo (eu usei uns 750g aproximadamente)
  • 1 ovo batido para pincelar
Cozinhe as batatas descascadas, em seguida amasse e reserve! Bata no liquidificador os ovos + o leite em pó + a água + o açúcar + o óleo + o sal + queijo ralado! Em uma vasilha grande, ponha as batatas amassadas (ainda quentes) e incorpore o conteúdo do liquidificador e o fermento!

Adicone a farinha de trigo aos poucos, até que a massa solte das mãos! Modelo os pãezinhos como preferir e deixe descansar em uma assadeira (untada e enfarinhada ou anti aderente) por 30 minutos coberto com um pano! Eles crescem bastante!

Pincele os pãezinhos com o ovo e leve ao forno pré aquecido a 180 graus por aproximadamente 25 minutos ou até dourar! Cuidado para não queimar o fundo do pão (eu sou mestra nisso)!

Olhe a textura desse pão!

Zeca diz que ao colocar os pãezinhos no forno seus vizinhos ficam doidos com o cheiro e deve ser mesmo verdade, eles perfumam a casa! 

Eu e minha amiga Fab degustamos alguns quentinhos, saindo do forno só com manteiga! E como a  receita rende bastante, em média 20 pães (um pouco menores que pão de hamburguer), aproveitei para dividir com a minha mãe e uma amiga, além de ter pão para o café da manhã dos dois dias seguintes! 

segunda-feira, abril 11, 2011

Purê de Banana da Terra

Sou louca por banana da terra, por isso me torno suspeita ao afirmar que esse purê é sensacional! Essa receita está na última edição da revista Nestlé (março 2011), é claro que fiz umas modificações, tentei deixar mais light  retirando uma caixinha de creme de leite, no mais fiz tudo igualzinho!



Receita:
  • 5 bananas da terra
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 1 xícara de leite
  • 1 colher de café de sal
Cozinhe as babanas descascadas em uma panela com 1 litro de água, por aproximadamente 20 minutos. Escorra a água e amasse as bananas com o espremedor de batatas. Retorne as bananas amassadas a panela, acrescente a manteiga, o leite e o sal! Leve ao fogo baixo e misture até ficar homogêneo!

Eu servi com um filé com nirá e arroz de 7 grãos!

Rende aproximadamente 6 porções!

sexta-feira, abril 08, 2011

Pão Australiano - Versão 3

Esse pão me persegue (ou eu persigo ele), essa é a terceira vez que faço essa receita, cada vez mudo algum ingrediente buscando um resultado mais próximo do "original", mas até agora estou perdendo para ele! O sabor é bom, muito bom, mas a textura é diferente! O pão do Outback é macio, fofinho, enquanto o meu é pesado, bem típico de pão caseiro!


Mesmo não me satisfazendo 100%, esse pão agradou aos amigos em um café de domingo e ainda reinou no meu café da manhã da segunda-feira!

Receita:
  • 1 xícara (250ml) de leite integral morno
  • 2 colheres (sopa) de manteiga em temperatura ambiente
  • 1/3 xícara de melado
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 1 xícara de farinha de trigo integral
  • 1 xícara de farinha de centeio – (trquei a farinha de centeio por ½ farinha trigo + ½ farinha integral)
  • 1 colheres (sopa) de chocolate em pó
  • 3 colheres (sopa) de açúcar cristal
  • 1 colher (café) de sal
  • 2 pacotes (20g) de fermento biológico

Em uma vasilha grande, misture as farinhas + o chocolate + o açúcar + o sal. Dissolva o melaço e a manteiga no leite morno. Faça um buraco no meio e adicione o fermento, aos poucos adicione o leite, misturando com a farinha até formar uma massa homogênea.

Deixe a massa descansar por uma hora, em vasilha coberta com pano, em temperatura de cerca de 24 graus.

Modele os pães conforme desejado. Pode ser dividido em duas partes e assado em formas de pão ou em porções menores. No meu caso fiz 3 pães médios! Coloque-os em uma ou mais assadeiras untadas, cubra com um pano e deixe descansar até dobrar de tamanho (cerca de 1 hora).

Pré-aqueça o forno a 180 graus. Leve os pães crescidos para o forno e deixe assar até dourar (cerca de 35 minutos). 

Dessa vez servi com uma pasta de gorgonzola, que super cominou com o sabor adocicado do pão!

Se alguém tiver outra receita de pão australiano, uma dica do que posso fazer para melhorar a textura... Por favor, alguém me dá uma luz!

terça-feira, abril 05, 2011

Feirinha de orgânicos

A partir desse último sábado, o Ciranda Café realizará uma feirinha de orgânicos!


Essa é a segunda vez que vou lá, mas hoje fui no intuito de conhecer a feirinha, comprar umas frutas de qualidade e não me decepcionei! O preços eram justos e os produtos muito bons, me encantei com as goiabas, tomates e nirá, mas principalmente com umas mini berinjelas lindas, ideais para fazer recheada!

O Ciranda fica na Rua Fonte do Boi, 131, Rio Vermelho. A feirinha é todo sábado a partir das 9 hs!

sexta-feira, abril 01, 2011

Limonada com Gengibre

Que tal uma bela limonada para aplacar o calor ?


Em Buenos Aires eu tomei muita limonada desse tipo, só que lá eles usavam água com gás. Testei a nossa água com gás e achei meio forte, talvez seja uma água levemente gaseificada ou uma mistura de água com gás e água comum! Mais importante do que a "receita" é a idéia de misturar gengobre com limonada!

(Não) Receita:
  • 1 litro de água (500ml com gás + 500 ml sem gás)
  • 1 limão sisciliano com casca e tudo (ou 1 limão taiti sem casca)
  • um pedaço de gengibre (5cm)
  • açúcar a gosto
Bata no liquidificador o limão + o gengibre + o açúcar + a água sem gás. Misture a limonada com a água com gás e sirva com bastante gelo!